Planos WordPress de Alto Desempenho
Atendimento Comercial: (47) 3202-8988

Para que serve um plugin de cache no WordPress

Seu site pode ser visto várias vezes em um mês, e como ele provavelmente exibe o mesmo conteúdo ou algo parecido regularmente, o servidor pode lembrar desses arquivos e mostrá-los sempre no seu site.

É assim que funciona o cache, e muitas pessoas dizem que o cache do WordPress pode ser complexo de entender.

Cada página visitada no seu site, requer uma solicitação ao servidor, que é processada por esse mesmo servidor e então é enviado um resultado a partir do servidor para o navegador do usuário.

O resultado é o site, completo com todos os arquivos e elementos, que garantem a sua fiel apresentação.

O servidor precisa processar todas essas solicitações, e por isso pode demorar um tempo para que a página web seja mostrada ao usuário, principalmente se o site for grande ou mal arrumado.

É aí que o plugin de cache para WordPress entra.

O plugin de armazenamento dá instruções ao servidor para que ele armazene alguns arquivos em disco, ou seja, ele vai conseguir se lembrar e duplicar o mesmo conteúdo que já foi apresentado no passado.

Assim, as páginas da web carregam muito mais rápido, diretamente a partir do cache.

Basicamente, podemos dizer que o armazenamento em cache reduz a quantidade de trabalho necessária para gerar uma exibição de página.

Quando é preciso um plugin de cache para WordPress?

Já sabemos que ele é essencial para velocidade, mas será que ele é necessário para todos os sites em WordPress? Quais são as outras vantagens do armazenamento em cache?

Se optar por um host gerenciado do WordPress, a empresa cuidará do cache para você. O cache é feito no servidor de forma mais rápida dessa forma, e em comparação com um plugin, o armazenamento em cache no servidor não exige qualquer conhecimento, nem ajustes em dezenas de configurações que tentam chegar nas velocidades mais rápidas, porque ele é rápido o tempo todo.

Vantagens do cache

Se você tiver um cache no nível do servidor ou um plugin, você sempre precisará dele. Mas quais seriam as outras vantagens?

·         Site acelerado: já falamos acima sobre a velocidade do site, mas é bom lembrar que essa é a principal vantagem

·         Melhor experiência do usuário: como o site se move mais rápido para os usuários, é provável que eles fiquem navegando nele. Os sites mais rápidos têm menor taxa de rejeição, já que as pessoas não estão interessadas em esperar por uma página que demora 10 segundos para carregar.

·         O servidor utiliza menos recursos: isso está associado à velocidade, já que menos recursos proporcionam um site mais rápido. Porém, também diminuem as exigências sobre o seu servidor. Isso é importante para sites que são dinâmicos, como sites de associação que determinam o que você pode e não pode apresentar a partir do cache.

·         Aumento na otimização do motor de busca: isso está relacionado também com a velocidade do site, mas com todas essas áreas sofrendo melhorias, você pode mostrar ao Google e outros sites de busca que seu site vale a pena ser indexado em uma classificação mais alta. Um site rápido combinado com um ótimo UX = SEO melhor.

·         RRFB mais baixo: o cache é uma das formas mais fáceis de diminuir o TTFB, e de acordo com nossos testes, ele normalmente reduz em até 90%.

Melhores plugins de Cache para WordPress

Se você quer gerenciar seu próprio servidor, ou se está usando uma hospedagem compartilhada, você deve experimentar esses plugins de cache.

Alguns deles são mais intuitivos do que outros, mas todos têm ótimas avaliações. As publicações online podem tentar comparar as velocidades dos plugins de armazenamento em cache e vender o melhor para você.

Mas isso é quase impossível porque esses plugins terão um desempenho diferente dependendo do próprio servidor, configuração de recursos e localização física.

É difícil considerar um plugin como o mais rápido, porque o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra. Também existem centenas de configurações diferentes que podem ser ativadas ou desativadas, então você sempre deve testar os plugins de cache WordPress.

Os principais plugins de cache do WordPress são:

  • LiteSpeed Cache (LSCWC) ou Lite Speed Web Cache (Gratuito): Para hospedagens que possuem o WebServer LiteSpeed, de longe é o mais indicado e adequado, pois ele permite fazer inúmeras configurações de cache, otimizar arquivos JS e CSS, carregar fontes Google no servidor e acelerar absurdamente o seu site.
  • WP Rocket (premium): sua interface é simples e a configuração é rápida. Ele pode tornar o seu site muito rápido e qualquer iniciante pode entender a maioria das configurações.
  • Cache Enabler (gratuito): as configurações são simples e compreensíveis, e a página de Configurações oferece explicações, e não há também muitas configurações para ajustar.
  • Comet Cache (gratuito) + premium): a instalação e a navegação são simples, e mesmo na página normal do WordPress é possível encontrar dezenas de links e perguntas frequentes para que tenha toda a orientação em relação ao armazenamento em cache.
  • W3 Total Cache (gratuito): pode ser confuso para quem é iniciante, pois as configurações de back-end são numerosas e difíceis de entender.
  • WP Super Cache (gratuito): é ótimo para desenvolvedores avançados que gostariam de ter mais controle sobre o processo de armazenamento em cache.
  • WP Fastest Cache (gratuito) + premium): a versão paga exige somente uma taxa única e oferece várias ferramentas que não estão presentes na versão gratuita. A versão gratuita também tem cache para a área de trabalho, minificação de HTML e opções de combinação com JavaScript e CSS. Ele possui uma das páginas de configurações de navegação mais fácil, pois faculta caixas de informações para explicar cada opção e você também pode consultar diferentes guias para gerenciar itens como tempos limite de cache, otimização de imagem e CDN.

·         Hyper Cache (gratuito): a grande vantagem é a simplicidade da configuração. É um tipo de plugin simples de configurar, onde você não terá de se preocupar após a instalação. Algumas das configurações são delicadas ou têm nomes estranhos, mas normalmente todas oferecem recomendações sobre o que ativar e informações sobre o que cada configuração faz para o seu site.

Experimente pelo menos dois ou três plugins de cache WordPress para tomar uma decisão.

Você pode por exemplo gostar muito mais das interfaces de usuários de certos plugins, do que de outros. Alguns plugins também são mais fortes na questão do seu caráter interativo.

Faça um teste de velocidade com uma ferramenta de teste de velocidade para websites, como o Pingdom ou o GTMetrix, depois de implementar cada plugin.

Assim, você verá o impacto de cada plugin de cache do WordPress no desempenho do seu site.

É importante também executar seus testes de velocidade várias vezes, para garantir que o site é apresentado a partir do cache.

Sempre que você limpa o cache no seu site WordPress, ele precisará ser reconstruído. Alguns plugins também tem a opção de pré carregar o cache (armazena as páginas para acelerar o carregamento) depois de ele ser limpo.

Os plugins de cache, aceleram os sites mas as vezes podem causar problemas.

Ao usar o desenvolvimento de soluções web locais como o MAMP, você pode encontrar o erro “Este site não pode fornecer uma conexão segura” sem limpar o cache.

Se você estiver trabalhando com um host gerenciado do WordPress conforme falamos acima, não é preciso pegar um plugin de cache para WordPress, já que seu host fará isso por você e o armazenamento de cache é executado no servidor.

Porém, para os sites que tiverem alojamento compartilhado, ou qualquer tipo de hospedagem onde você é quem faz o gerenciamento de tudo, os plugins de cache são indispensáveis.

Aqui na MigraCloud você tem o Elementor PRO Grátis nos planos de Hospedagem de Site WordPress, assim você conta com centenas de modelos prontos para criar o seu site de maneira simples e rápida.

Veja nossos planos de Hospedagem WordPress com Elementor PRO Grátis aqui

Veja outros artigos que podem interessá-lo